Bichectomia

O que é?

A bichectomia é um procedimento cirúrgico realizado com o objetivo de afinar o rosto e causar o efeito blush, pois evidencia o arco zigomático (maçãs do rosto). É a intervenção estética mais querida do momento entre os serviços de harmonização facial, pois garante ao rosto contorno deslumbrante.

Como Funciona?

O procedimento de bichectomia consiste na remoção de pequenas bolsas de gordura, que ficam localizadas em cada lado das bochechas, denominadas Bolas de Bichat.

São feitas pequenas incisões na mucosa oral (parte interna superior das bochechas, próxima aos molares – cortes de cerca de 1cm), por onde as bolas serão extraídas. Posteriormente, a região é fechada com pontos, absorvidos gradativamente pelo organismo. O volume de gordura retirado corresponde entre 3 e 6ml.

Por ser considerada uma microcirurgia, a bichectomia requer uma avaliação médica detalhada do paciente e, caso o profissional julgue necessário, podem ser solicitados exames pré-operatórios. A anestesia é local.

Quais as indicações para a Bichectomia?

Homens e mulheres podem realizar o procedimento.
Estética
As Bolas de Bichat não são eliminadas naturalmente, mesmo após um processo de perda de peso significativa, por isso, é comum a procura pela cirurgia por pessoas em fase pós-emagrecimento: o corpo está magro, mas as bochechas ainda possuem bastante gordura.
Para um rosto visualmente mais atraente, algumas pessoas recorrem a técnicas de maquiagem, demarcando contornos e profundidade, o que pode ser obtido permanentemente através da bichectomia, garantindo um rosto simétrico e harmônico.

Funcional
A bichectomia é recomendada para pessoas que têm bochechas muito grandes ou espaço pequeno na boca, especialmente quando causam lesões regulares, decorrentes de mordidas involuntárias na parte interna.

E na DenteBelo?

Estas são algumas queixas dos pacientes que já fizeram bichectomia na DenteBelo:
- Bochechas exageradamente grandes, especialmente ao sorrir
- Mesmo após emagrecimento considerável, as bochechas continuam grandes
- Rosto pouco harmônico, com traços grosseiros
- Baixa autoestima e insegurança com a face
- Parte interna sempre machucada, devido às constantes mordidas involuntárias
- Mandíbula com pouca ou nenhuma definição

A bichectomia envelhece e causa flacidez?

Existe uma crença de que a bichectomia envelhece, mas isso não é verdade: o procedimento, inclusive, pode contribuir para tornar a aparência mais jovem!

Algumas pessoas confundem essa informação pelo fato de que, quando envelhecemos, o organismo tende a perder tonicidade muscular, colágeno e gordura, afinando o rosto.

No entanto, por se tratar de gorduras bastante internas em relação à pele, a bichectomia não contribui para deixar a pele flácida.

“Bochechas de buldogue”

Na infância e adolescência, o rosto costuma ter formato mais arredondado. Já na fase adulta, o contorno da face e as maçãs do rosto ficam mais salientes, moldando uma espécie de triângulo invertido – formato que caracteriza um rosto jovem e atraente.

Por volta dos os 40 anos de idade, no entanto, a gordura subcutânea que mantém a sustentação dos músculos e das maçãs do rosto, começa a ceder, se depositando na base da mandíbula, como “bochechas de buldogue”, originando uma expressão triste e envelhecida.

Ao contrário da gordura subcutânea, a gordura retirada com a bichectomia não possui função de sustentação, por isso, não têm relação com o aspecto de envelhecimento precoce.

Benefícios da bichectomia

• Não altera a aparência da pele
• Reduz os problemas de mastigação causados pelo volume das bochechas
• Promove harmonização e simetria facial
• Melhora a autoestima
• Resultado definitivo: a gordura retirada não retorna!