Turbine sua mastigação com o implante dentário!

Quando os tratamentos tópicos não surtem mais efeito, é hora de buscar uma medida definitiva. Saiba como é possível solucionar os problemas de mastigação com o implante dentário! [Continue lendo]

Determinante no processo digestivo, a mastigação tem a função de fracionar e triturar os alimentos para que, após a deglutição, o estômago e os intestinos não fiquem sobrecarregados.

Cada dente possui uma função diferente no sistema mastigatório, que também é composto por ossos, músculos e ligamentos, todos complementares nesse processo.

Durante a vida, no entanto, pode ocorrer a perda de um ou mais dentes, o que compromete diretamente a mastigação, além de causar prejuízos à estética e à fonética.

 

Por que ocorre a perda dos dentes?

Os principais motivos para a perda de dentes são:

1.      Falta de higiene

A grande maioria das doenças bucais são originadas pela falta de higiene. Devido aos resíduos de alimentos, acumulam-se bactérias e tártaro nos dentes e gengivas.

Por isso, existe a importância de realizar a higiene adequada, com fio-dental, escova e pasta adequados, após todas as refeições.

A periodontite é a causa mais comum da perda de dentes. Ocorre quando há uma inflamação nas gengivas, danificando o tecido que suporta os dentes e causando perda óssea.

As cáries são causadas pelo acúmulo de bactérias que se instalam na superfície dos dentes, cuja acidez corrói o esmalte dentário e forma cavidades. Essas erosões, quando não tratadas, se aprofundam e também podem resultar na perda de dentes.

 

2.      Traumas

Percebidos com maior frequência em pessoas jovens, o traumatismo dental pode ser causado por um acidente, queda ou pancada.

Pela natureza do trauma, geralmente os dentes perdidos são os anteriores superiores.

 

3.      Consumo de drogas

Alguns medicamentos controlados e drogas costumam causar sensação de boca seca, o que é extremamente favorável para o surgimento de doenças bucais, já que a saliva protege os dentes contra bactérias.

Cigarros, ecstasy, metanfetamina, cocaína e crack estimulam o bruxismo – apertamento e rangimento que causa desgaste nos dentes. Além disso, corroem o esmalte dos dentes, os tecidos da gengiva e os tecidos ósseos.

 

4.      Doenças e síndromes

Algumas doenças e síndromes predispõem o surgimento de periodontite e outros problemas causadores do afrouxamento dos dentes.

Algumas delas são: Diabetes Mellitus, Doença de Crohn, AIDS, Síndrome de Down, e as raras, Displasia Cleidocraniana e Síndrome de Sjögren.

 

Problemas decorrentes do comprometimento da mastigação

Quando há a perda de dentes, a substituição deve ser realizada o mais breve possível, sob risco de ocorrer a movimentação da arcada e outras consequências da dificuldade na mastigação, tais como:

  • Disfunções da ATM
  • Desalinhamento da arcada
  • Deficiência de nutrientes (tendência a evitar certos alimentos, como carne, por exemplo)
  • Problemas no sistema digestivo (azia, refluxo, gastrite, úlcera etc)
  • Bruxismo (vídeo abaixo)

Bruxismo: como tratar?

Bruxismo é o movimento de ranger, apertar, comprimir ou encostar os dentes de forma involuntária ao dormir. Mas o distúrbio tem solução! Solta o play!

Posted by DenteBelo Clínicas Odontológicas on Friday, August 25, 2017

 

Melhorando a mastigação com o implante dentário

O implante dentário consiste na instalação cirúrgica de pinos de titânio no tecido ósseo da gengiva, com a função de substituir a raiz do dente perdido.

Esses pinos são biocompatíveis, ou seja, não há risco de rejeição, e são integrados naturalmente ao osso, num processo chamado de osseointegração.

Por ser fixo ao osso, o implante dentário não pode se movimentar, trazendo segurança e tranquilidade para mastigar qualquer alimento.

Agende já uma consulta e descubra qual o tipo de implante dentário indicado para você!

 

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *