Como o botox pode reduzir o sorriso gengival?

O sorriso gengival costuma trazer insatisfação com a aparência entre os adultos. Isso ocorre porque tendemos a considerar belo o que tem maior simetria. Por isso, para que um sorriso seja considerado bonito, a proporção entre lábios, dentes e gengiva deve ser harmônica. [Continue lendo]

Por que ocorre o sorriso gengival?

Também conhecido como sorriso alto, o sorriso gengival caracteriza-se, geralmente, pela exposição de mais de 3mm de gengiva ao sorrir. Ele só pode ser diagnosticado na observação do sorriso natural. Costuma ser mais comum em mulheres, mas não tem causa específica.

Algumas pessoas têm histórico familiar, em outras desenvolveu-se durante o crescimento, com o alongamento da face.

Também pode ocorrer devido à inflamação na gengiva, algum distúrbio hormonal ou consequência de lábios superiores pequenos e coroa dentária curta.

 

Existem vários tipos de sorriso gengival, entre eles:

  • Dentogengival: alteração no nascimento dos dentes, onde parte do dente fica coberta pela gengiva, e a coroa, consequentemente, é menor.
  • Dentoalveolar: alongamento vertical excessivo da mandíbula.
  • Muscular: hiperatividade dos músculos elevadores do lábio superior.

Como o botox pode ajudar

A toxina botulínica, conhecida como botox, é muito utilizada em procedimentos estéticos através de injeções na região afetada.

Tem como função bloquear a liberação de neurotransmissores do sistema nervoso, responsáveis pela contração muscular.

No local onde o botox é aplicado, o músculo não recebe o comando de contração e mantém-se relaxado, por isso é muito popular pelos seus efeitos na suavização de rugas e marcas de expressão.

Com a utilização do botox no intuito de reduzir o sorriso gengival, o músculo do elevado superior da boca fica distendido e reduz o espaço de gengiva que fica aparente ao sorrir.

O botox corrige o sorriso gengival de maneira simples, rápida e efetiva, sem necessidade de intervenção cirúrgica, anestesia ou pós-operatório.

Após as aplicações, os resultados podem ser percebidos nas primeiras 48h, mas o efeito completo da sessão será obtido em torno de 15 dias.

Como a maioria dos tratamentos estéticos, a técnica demanda manutenção pois, com o tempo, a função neuromuscular retorna. A cada 6 meses, em média, é recomendada uma nova aplicação.

 

 

Em casos mais severos, em que o sorriso gengival é causado pela má posição dos dentes ou da gengiva, o profissional capacitado poderá indicar cirurgia.

Antes disso, no entanto, algumas pessoas optam pelo botox, como experiência, antes de se submeterem a um processo mais invasivo ou permanente.

 

Restrições de uso

O uso do botox para qualquer finalidade é extremamente seguro, desde que seja feito por um profissional capacitado.

Sua aplicação na redução do sorriso gengival é muito eficaz e abrangente, mas, embora seja um procedimento reversível, possui algumas restrições:

  • Não pode ser utilizado em crianças e adolescentes;
  • A aplicação em idosos deve ser cautelosa pois, geralmente, já possuem o lábio superior mais alongado;
  • Músicos e demais profissionais que utilizem instrumentos de sopro (saxofone, flauta, apito etc), não podem ter a função do lábio superior enfraquecida.

Além de reduzir o sorriso gengival, o botox pode ser muito conveniente nos tratamentos de bruxismo e contra dores faciais.

 

Agende sua avaliação preenchendo o formulário em nosso site ou nos chame no WhatsApp: http://bit.ly/OlaDenteBelo (51 98435 0282).

 

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *